Página:

Rádio Aratiba Am 900 - Aratiba - RS - Brasil

Rádio Aratiba AM

Ouça Aqui

image

Calvície feminina: causas e tratamento

E-mail Imprimir PDF
A calvície feminina é mais frequente do que se imagina, atingindo aproximadamente 25% das mulheres. A ausência ou diminuição dos fios de cabelo ocorre por diversas causas, como fatores hormonais, caspa, infecções no couro cabeludo, doenças, entre outros.

A ausência ou diminuição dos fios de cabelo, chamado de alopecia, ocorre quando o folículo piloso para de germinar. Como ele é o responsável pelo crescimento do cabelo, podemos dizer que o problema ocorre quando a raiz do pelo atrofia e morre, não sendo possível produzir um novo fio. A alopecia pode ser herdada da genética materna ou paterna, mas nem sempre acomete pessoas da mesma geração.

As principais causas de alopecia são: alterações hormonais, caspa, seborréia, infecções no couro cabeludo, alterações da tireóide, síndrome dos ovários policísticos, doenças autoimunes, doenças infecciosas e parasitárias, estresse e depressão, deficiências nutricionais e vitamínicas, cirurgias extensas, medicamentos por longo período, drogas ilícitas e álcool, quimioterapia ou radioterapia. Na maioria das vezes, as mulheres encaram a queda capilar como um sinal de envelhecimento e falta de vitalidade, muitas entram em pânico com a perda de alguns fios. Deve-se observar que a perda de 50 a 100 fios é considerada normal e decorre de um processo normal de renovação dos cabelos. Quando a perda for maior, é necessário verificar as causas e providenciar tratamento o mais rápido possível.

A calvície no público feminino é mais frequente do que se imagina, ela atinge 25% das mulheres. As mulheres possuem mais fios que os homens, com isso elas só procuram ajuda quando já perderam muitos fios, mais que 30% dos cabelos e o rareamento fica visível.

Tratamento
No mercado, existem vários medicamentos e tratamentos para a calvície, com o objetivo de minimizar a queda capilar, estimular o crescimento dos cabelos e engrossar os fios. O fármaco minoxidil é um remédio de uso tópico para o tratamento da alopecia, utilizado há vários anos na estimulação do crescimento dos pelos, disponível a 2% o regular e com 5% o extraforte. Outra opção são os antiandrogênios (hormônios) - medicamentos de via oral que, tanto quanto o primeiro, só podem ser prescritos por médicos especialistas na área. Esses medicamentos impedem o aumento da calvície e aos poucos vão recuperando e estimulando o crescimento dos fios.

Outra alternativa para a calvície são os transplantes de cabelo em casos mais avançados e resistentes à terapia clínica. Não é muito divulgado, mas têm apresentado resultados satisfatórios.

Os resultados dos tratamentos são melhores quando associados à terapia capilar, em parceria com Tecnólogos em Estética Capilar e Estética e Cosmética, feitos em clínicas e espaços de beleza, os quais incluem:

- Massagem manual no couro cabeludo: para obter uma melhor permeabilidade das soluções de uso tópico, assim como um aumento na oxigenação celular e tecidual dos folículos ainda presentes;

- Técnicas de relaxamento e meditação: com o objetivo de diminuir pó estresse, principal causador de várias patologias, assim como da queda capilar;

- Laser de baixa potência: atua diretamente no bulbo capilar, provocando um estímulo da multiplicação das células capilares. A fotobioestimulação, sendo provocada pela ação dos raios laser, dilata os vasos sanguíneos que transportam nutrientes e oxigênio para a matriz de produção dos fios de cabelo. Com isso, os cabelos se tornam mais fortes, brilhantes e aumentam a velocidade de crescimento;

- Aparelhos eletroestéticos - alta frequência e microcorrentes: tem o intuito de diminuir a oleosidade do couro cabeludo, estimular o crescimento dos fios, reduzir a queda e recuperar os cabelos da área calva;

- Aromaterapia (óleos essenciais): para maciez e brilho, óleo vegetal de abacate e óleo essencial de gerânio, laranja-doce e alecrim; para proteção e queda dos fios, óleo vegetal de abacate e óleo essencial de alecrim e ylang-ylang;

- Cosmecêuticos para o couro cabeludo: estes tem múltiplas funções, pois são substâncias que podem alterar a estrutura e/ou a função das células, melhorando a irrigação sanguínea, a nutrição e a oxigenação celular. São aplicados topicamente. Em geral, são vitaminas, minerais, óleos e extratos botânicos.

Não podemos deixar de destacar que os cabelos são estruturas formadas por componentes protéicos, lipídios e carboidratos, por isso precisamos de todos esses nutrientes na nossa alimentação, em especial as proteínas, tendo em vista que os cabelos em grande parte são formados por essas proteínas, assim como a ingestão de água para melhorar o funcionamento do organismo, a hidratação adequada dos cabelos e da pele.

Fonte: Jornal Diário da Manhã.
 
Banner

Note e Anote

Banner

Dica de Beleza

Banner

Dica de Saúde